Expediente Fale conosco
Jornal PUC  
Comunicar 30 anos Brasão da PUC-Rio
Entrevista

Espiritualidade inaciana para universitários Por: Por: Erick Froti/ Foto: JP Araújo

A Comunidade de Vida Cristã Universitária (CVX-U) organiza um encontro no sábado, 18, às 16h, no Espaço Francisco, que fica na Rua Marquês de São Vicente, 389, Gávea. Nesta primeira reunião, será feita uma introdução sobre o trabalho do grupo e serão organizados núcleos de partilha e de exercícios espirituais propostos por Santo Inácio de Loyola. A participação, aberta também para não católicos, é gratuita. Os interessados devem se inscrever pelo e-mail cvx.univ@gmail. com. O professor emérito do Departamento de Matemática padre Paul Schweitzer, S.J, e o estudante de Ciências Biológicas Guilherme Borba falaram sobre a iniciativa.

O que é a CVX-U e quais os objetivos dos encontros?
Guilherme Borba:
É uma Comunidade de Vida Cristã que já existe na espiritualidade inaciana, dentro da Companhia de Jesus. Ela teve origem em Portugal, em 2005. É voltada para leigos, ou seja, pessoas que não são padres ou religiosos, e ensina a seguir os passos dessa espiritualidade. A CVX-U é essa mesma experiência, mas dentro da Universidade, e busca indicar um caminho para os estudantes. No meu caso, conheci as práticas espirituais inacianas na PUC e, apesar de não querer ser padre, desejo viver essa espiritualidade dentro da religião. A CVX-U é um espaço em que se aprende a ter uma comunicação diferente com Deus, e onde se partilha decisões da vida ou momentos vividos a partir dos princípios inacianos. Existe o que eles chamam de Exercícios Espirituais para Jovens, que têm diversas etapas. Normalmente, a pessoa conhece a espiritualidade nos exercícios e, quando quer vivê-la, junta-se aos grupos, por conta da dificuldade de seguir o caminho sozinho. É legal ter um grupo para todos caminharem juntos na mesma direção.

O que ocorrerá neste primeiro encontro?
Guilherme:
Será a primeira experiência CVX-U fora de Portugal. Nesse encontro inicial, que está marcado para o dia 18, lançaremos o projeto das reuniões e definiremos quantos núcleos da Comunidade de Vida Cristã Universitária serão montados, os locais, e programaremos todo o projeto de acordo com a demanda. Os interessados em comparecer à primeira reunião poderão optar por ingressar de vez na CVX-U ou não comparecer mais, se esse não for o caminho desejado.

Há algum compromisso necessário por parte dos participantes?
Padre Paul Schweitzer:
Pede-se aos interessados que participem com bastante fidelidade e assiduidade às reuniões, além de ter uma rotina de orações diárias. É bom saber que oração não é necessariamente recitar fórmulas como o Pai Nosso ou a Ave Maria, mas estar em contato e comunicação com Deus. Jesus disse que nos escolheu como amigos e não servos. Nos escolheu para produzirmos bons frutos, e nós queremos corresponder a essa amizade, que pode ser uma questão de presença ou diálogo de coisas mais importantes em uma oração nossa com Deus.

Qual o perfil de participantes que se espera na CVX-U?
Guilherme:
Quando a pessoa quer conhecer, ela normalmente é inserida nos exercícios. Aqueles que estão na CVX ou CVX-U normalmente já fizeram esses exercícios e, não necessariamente, praticam a espiritualidade inaciana (nos grupos ou movimentos da Companhia de Jesus), mas já estão inseridos na Igreja. Às vezes, a pessoa ainda não tem essa vivência espiritual, apesar de ser católica, e está disposta a participar de uma experiência diferente.
Padre Paul: É bom dizer que, embora seja cristã, a experiência é aberta para cristãos que não são católicos. É algo que busca englobar pessoas que estão em uma caminhada espiritual e em um processo constante de crescimento. São pessoas que não estão sendo iniciadas na Igreja e nem são extremamente experientes espiritualmente, mas que estão caminhando religiosamente. A CVX ajuda muito quando alguém chega com dúvidas ou dificuldades de como agir diante de alguma situação. A empatia da comunidade serve de grande auxílio por ser uma conversa entre amigos que estão procurando o melhor para o outro e para o coletivo. Todos os grupos terão animadores e guias que ajudarão nesse processo, mas o importante dessas comunidades é o grupo.

Existe alguma conexão entre as propostas da CVX e CVX-U?
Guilherme:
A CVX é uma comunidade internacional mais fechada e com pessoas que já estão em uma etapa mais segura da vida. A proposta da CVX-U é preparar os jovens para ingressar na CVX. Na CVX-U, o participante vai estar dentro da comunidade participando de atividades similares às da CVX, mas que diferem um pouco nesse objetivo de preparação.
Padre Paul: É importante ressaltar a especificidade da CVX-U, que é tratar de estudantes universitários, que passam por um momento de vida com muitas mudanças. Não é uma vida estável. Membros da CVX, em geral, já estão formados e seguindo uma vida religiosa e profissional mais segura. Pode ser que alguém pense em mudar os rumos da vida mesmo tendo todas essas características, mas, geralmente, pessoas nessa fase encontram-se em um momento mais estável. Também penso que o fato de ter roteiros muito bem definidos ajuda no encaminhamento das reuniões.

Publicada em: 10/03/2017 Ver matérias da seção: Entrevista

Nesta Edição

anterior < Hortal: inspiração do PUC-Rio mais de 50 O PUC-Rio Mais de 50 se assumi...

próxima > Campanha visa conscientizar alunos sobre plágio A Vice-Reitoria Acadêmica pret...

DESTAQUES

Duas Décadas do NEAd

Para celebrar os 20 anos de fundação, o Núcleo de Educação de Jovens e Adultos (NEAd) vai realizar um seminário sobre o trabalho no campo da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e da Educação Popular. Leia mais

Dinâmicas das Humanidades no Brasil

O Seminário Internacional – Mapeando as Dinâmicas das Humanidades no Brasil ocorrerá entre terça-feira, 19, e quinta-feira, 21, no Auditório Padre José de Anchieta. Leia mais

Liberdade de Expressão

Na quinta-feira, 20, ocorre o lançamento do livro Contrarreligião: Liberdade de Expressão e o Discurso de Ódio Contrarreligioso. O encontro terá início com um debate sobre religião e liberdade de expressão. Leia mais