Expediente Fale conosco
Jornal PUC  
Brasão da PUC-Rio
Entrevista

Repensar o Jornalismo Por: Beatriz Puente

 A semana de Jornalismo será do dia 27 ao dia 31 de maio. Foto: Beatriz Cortes
A semana de Jornalismo será do dia 27 ao dia 31 de maio. Foto: Beatriz Cortes
 

O Departamento de Comunicação promove a 1º Semana de Jornalismo desta segunda, 27, a sexta-feira, 31, para discutir as atualizações do mercado nas diversas áreas do jornalismo. Com 50 convidados e 20 professores jornalistas divididos em 17 mesas temáticas, o encontro foi organizado pelas professoras Lilian Saback, coordenadora-geral do Comunicar e assessora de comunicação da Reitoria, e Ítala Maduell, integrante do Núcleo de Atividades da Graduação do Departamento. Durante a Semana, será lançado o Prêmio ECOA de Inovação Jornalística, uma iniciativa entre o Comunicar e o ECOA, com a proposta de os alunos produzirem um conteúdo inédito, em vídeo, que dialogue com as questões abordadas nas mesas. Em entrevista, o coordenador do curso de Jornalismo, professor Felipe Gomberg, e a professora Ítala Maduell contam os objetivos da semana. Confira a programação aqui.

O que é a Semana de Jornalismo? Como surgiu essa ideia?

Ítala Maduell: Conseguimos concentrar um volume de 50 convidados profissionais da área, de 40 organizações e 20 professores jornalistas do departamento. Nós tivemos uma reunião com todos os professores de jornalismo para conversar sobre a reforma curricular que vem aí, e surgiu a ideia de fazermos, numa única semana, esse encontro. Eu e a professora Lilian Saback ficamos como coordenadoras para tornar possível esse trabalho, mas é um trabalho coletivo de todo o quadro de professores do curso de jornalismo e também dos alunos.

Felipe Gomberg: É a primeira Semana de Jornalismo da PUC-Rio, mas nós já temos uma tradição de sempre receber muitos convidados em diversas disciplinas da graduação ao longo do semestre. Serão cinco dias e 17 mesas de discussão sobre as inovações em várias áreas do jornalismo.

 

Qual é o objetivo da Semana do Jornalismo?

Gomberg: É trazer esses enfoques da transformação e da inovação no jornalismo. Porque ele está se transformando na atividade e na prática profissional. Conseguimos refletir essas mudanças academicamente, trazendo para a PUC profissionais renomados, muitos deles graduados pela Universidade. É uma forma de também refletirmos como esses profissionais hoje conseguem estar à frente dessas mudanças. 

 

Ítala: Vinte desses profissionais são jornalistas e professores do nosso corpo docente. Talvez seja o grupo mais qualificado com esse perfil múltiplo, de estar no mercado e de estar na academia, do Rio de Janeiro. Isso é um diferencial. Além disso, estamos passando por um momento de desqualificação do jornalismo, que é muito duro para toda a sociedade, mas principalmente para quem é jornalista. É um momento de reconhecimento e de pensar nas transformações pelo aspecto reflexivo e crítico. É importante pensarmos o jornalismo para a sociedade, e que os alunos estejam conscientes disso, os profissionais se lembrem e os professores se reciclem e se atualizem.

 

Como foram os preparativos, a escolha de convidados e divisão de mesas?

Ítala: O que foi proposto é que nós tivéssemos como foco pensar as transformações no jornalismo e apresentar um painel mais diversificado possível para nossos alunos, levando em conta as diversas mídias que temos hoje. E pensar, também, em temas como jornalismo literário, jornalismo investigativo, racismo, que é uma questão muito importante, e, diante de tudo que nós temos vivido no Brasil e no Rio de Janeiro ultimamente, a agenda ambiental. Tentamos contemplar profissionais de grande imprensa, mas também jornalistas comunitários, alternativos e tradicionais. Fizemos uma mescla por representação de gênero e de raça. Ver a disponibilidade dos profissionais de se deslocarem até a PUC por considerarem uma referência, e o quanto esses profissionais são solícitos faz um bem para nossa autoestima, isso incentiva os alunos e os professores. 

 

O que é o Desafio ECOA PUC-RIO?

Gomberg: O desafio ECOA PUC-RIO de inovação jornalística incentiva os alunos a pensar em produzir algo novo, em vídeo, dialogando tanto com as questões que a semana propõe quanto com a tentativa de produzir algo novo do ponto de vista jornalístico. O desafio nasce de um esforço das professoras Luciana Pereira e Lilian Saback, do Comunicar. Elas entraram em contato com o ECOA, que é um projeto do Departamento de Informática, e iniciaram ali negociações que culminaram nesse desafio. É como uma espécie de laboratório ampliado. O prêmio para o primeiro colocado é um iPhone XR e um estágio em edição de vídeo no ECOA. Os outros dois escolhidos irão ganhar um estágio no ECOA.

 

Qual a contribuição que Semana de Jornalismo pode trazer para o Departamento de Comunicação Social?

Gomberg: A semana cai como uma luva em um momento em que começamos a discutir a reforma curricular em jornalismo. Todas as questões de inovação, de tecnologias que são usadas hoje na prática, todas elas vão ser objeto de discussão no Departamento para a implementação de uma nova grade. Este momento é fundamental como uma preparação para esse debate.

Publicada em: 24/05/2019 Ver matérias da seção: Entrevista

Nesta Edição

anterior < Universidade com olhar voltado para o meio ambiente

O diretor do Nima, Felipe Guan

...

próxima > IEAHu oferece minicurso para a pós-graduação

As inscrições para o minicurso

...

DESTAQUES