Expediente Fale conosco
Jornal PUC  
Brasão da PUC-Rio e selo 80 anos
Entrevista

Semana de Direitos Humanos defende o ideal Vida para Todos Por: .

A Pastoral Universitária Anchieta promove a 3ª edição da Semana de Direitos Humanos a partir desta segunda, 21, até sexta-feira, 25, com o tema Vida Para Todos!. De acordo com a organizadora do encontro, Patricia Gabrig, analista de Comunicação da Pastoral, o objetivo é contribuir na formação dos universitários da PUC-Rio com reflexões sobre temas importantes que tratam sobre os Direitos Humanos na sociedade. Ela conta que o tema vai ao encontro do tema da Campanha da Fraternidade de 2020 que é Vida, Dom e Compromisso. “Apresentamos para esta terceira edição um tema muito importante que é a Vida e, por conseguinte, a dignidade da pessoa humana.  Nós decidimos falar especificamente sobre a dignidade humana e sobre a garantia de uma vida digna, com os elementos vitais e fundamentais que a permeiam”, completa.

 A organizadora da 3ª Semana de Direitos Humanos , Patricia Gabrig, analista de Comunicação da Pastoral Universitária Anchieta
A organizadora da 3ª Semana de Direitos Humanos , Patricia Gabrig, analista de Comunicação da Pastoral Universitária Anchieta

Quais as expectativas da Pastoral Universitária Anchieta com a promoção de uma Semana de Direitos Humanos?
Patrícia Gabrig: As expectativas são muito boas para esta terceira edição da Semana de Direitos humanos. O objetivo da semana é contribuir na formação do universitário a partir de uma reflexão sobre temas importantes que fomentem à efetivação dos Direitos Humanos. Apresentamos para esta terceira edição um tema muito importante que é a Vida e, por conseguinte, a dignidade da pessoa humana. Portanto, teremos na programação temáticas que influenciam e que impactam diretamente uma vida de qualidade para todos, sem distinção. Conversaremos sobre a desigualdade social e de como ela tem impactado a vida das pessoas, vamos falar muito sobre projetos sociais e as pessoas que fazem trabalhos de impacto social nos locais onde atuam, abordaremos ainda sobre a diversidade na Ciência, o papel da comunicação na defesa dos Direitos Humanos, a importância da espiritualidade para uma vida digna e sobre Arte e Cultura. Serão diversos temas importantes que incitam à reflexão sobre qualidade de vida e a garantia de sua dignidade.

Qual o diferencial desta edição para as duas anteriores?
Patrícia Gabrig: O grande diferencial das outras é que ela é completamente on-line, então isso muda um pouco a forma de trabalho, como vamos apresentar as temáticas. O ponto principal é a interatividade, a participação do público, o que colabora com uma maior diversidade na conversa. O on-line nos permite trazer pessoas de outras realidades, um outro olhar, um outro discurso e tudo isto enriquece o diálogo. O espaço on-line, quando ele é bem usado, nos permite dialogar e conversar com pessoas de outras realidades, outros discursos, então acho que a grande novidade é a interatividade.

O tema do seminário é bem sugestivo, já que é preciso reafirmar para a sociedade que vidas negras também importam. Foi nesta linha que surgiu a proposta?
Patrícia Gabrig: A temática escolhida para a Semana de Direitos Humanos aconteceu no fim do ano passado e ela vai ao encontro do tema da Campanha da Fraternidade de 2020 que é: “Vida, Dom e Compromisso”. Nós decidimos falar especificamente sobre a dignidade humana e sobre a garantia de uma vida digna, com os elementos vitais e fundamentais que a permeiam. Temos visto todos esses casos que afrontam a garantia de uma vida digna, logo, a temática ganha um olhar muito especial. Não podemos nos omitir e precisamos lutar pela efetivação do direito à vida, e que este direito seja de fato para todos.

Em uma semana, o que é possível mudar ou avançar quando se trata de Direitos Humanos em um país em que os índices de violência de todos os tipos são altos? 
Patrícia Gabrig: Nós acreditamos muito no papel da semente, pois um dos principais objetivos da Pastoral Universitária, e também um dos principais objetivos desta Semana de Direitos Humanos, é plantar sementes em nossos estudantes da PUC, e também de outras universidades que venham assistir e participar. Sementes estas que resultem na consciência e importância na luta pela efetivação dos Direitos Humanos, e de como é possível transformar o mundo em um lugar melhor. Acreditamos que falando intensamente sobre Direitos Humanos trazemos uma reflexão, um novo olhar para cada pessoa. Acreditamos que podemos mostrar ao estudante da Universidade a importância da defesa dos Direitos Humanos e o quanto isto pode transformá-lo em um profissional melhor.

Programação

Segunda-feira, 21
10h. Qual é a atualidade dos direitos humanos?. Convidado: Gustavo Barreto (assessor de informação pública do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil - UNIC Rio). Mediadora: Patricia Gabrig (Analista de Comunicação da Pastoral Universitária Anchieta).
19h. SER: Protagonismo universitário, impacto e transformação social em rede. Convidados: Gabriel Martins (Fundador e coordenador-geral do COLAP), Juliana Brito (Co-fundadora da Workay) e Paloma Dottori (By Zahira). Mediadora: Angélica C. Branco (Responsável pelo Tecendo Laços).

Terça-feira, 22
13h. Saúde e sistema penitenciário: refletindo sobre direitos humanos no espaço prisional. Convidados: professora Adriana Ribeiro Geisler (Departamento de Direito e da Fiocruz), Gabriel Cardoso Cândido (Pesquisador do Programa de Educação Tutorial). Mediadora: Elaine Maria (Responsável pelo setor Espiritualidade Universitária da Pastoral Universitária Anchieta).
17h. Mulheres na Ciência – Academia Fides et Ratio. Convidadas: Ilda Lopes Rodrigues da Silva (assessora de Ética em Pesquisa da Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos), Bárbara Bucker (Departamento de Teologia) e Lina Boff (Departamento de Teologia). Mediadora: Patricia Gabrig (Analista de Comunicação da Pastoral Universitária Anchieta)
19h30. A execução do programa de proteção a crianças e adolescentes ameaçados de morte. Convidados: Vera Cristina (Coordenadora Geral do PPCAAM e da Coordenação Colegiada do CEDECA), Natália Sant’Anna (advogada do CEDECA/RJ). Mediadora:  Catarina Cardoso (aluna de Relações Internacionais).

Quarta-feira, 23
10h. Comunicação e Direitos Humanos. Convidados: professores Adilson Cabral (UFF), Jonas Valente (Laboratório de Políticas de Comunicação da Faculdade de Comunicação da UnB). Mediadora: professora Marcylene Carper (Departamento de Comunicação).
15h. A atuação do Vicariato para Caridade Social em tempos de pandemia. Convidados: Aguardando confirmação.
17h. Espiritualidade e Direitos Humanos. Convidados: pastor Henrique Vieira (Igreja Batista do Caminho), Wescrey Portes (Sociólogo). Mediadora: Tamyres Guedes (aluna de Ciências Sociais).

Quinta-feira, 24
10h. O apreço da Igreja Católica pelos Direitos Humanos. Convidados: padre Waldecir Gonzaga (Diretor do Departamento de Teologia), padre Élio Gasda, S.J., (Universidade Católica Portuguesa). Mediador: Rodrigo Policeno (Departamento de Teologia).
15h. Arte e Vida. Convidado: Ricardo Fernandes (ator). Mediador: Maurício Fernandes (responsável pelo projeto FEVUC)
17h30. Nos passos de Anchieta: um olhar sobre a dignidade da pessoa humana. Convidados: padre Luiz Correia, S.J., (Departamento de Teologia). Mediador: Walmyr Gonçalves (Co-responsável pelo Espiritualidade Universitária).

Sexta-feira, 25
10h. Desinformação e campanhas políticas. Convidados: professor Arthur Ituassu (Departamento de Comunicação), Bruna Santos (Consultora e Membra da Coalizão Direitos na Rede). Mediadora: Patricia Gabrig (analista de Comunicação da Pastoral Universitária Anchieta).

Informações: www.pastoraluniversitaria.puc-rio.br/comunicacao.

Publicada em: 21/09/2020 Ver matérias da seção: Entrevista

Nesta Edição

anterior < Empresa Júnior completa 25 anos

João Gabriel Hargreaves Ribeir

...

próxima > Neurociências: um amplo campo de atuação

O coordenador do novo curso de

...

DESTAQUES